POLÍCIA CIVIL ATRAVÉS DA 1ª DELEGACIA DE MACHADINHO D’ OESTE/RO, ALERTA SOBRE GOLPES APLICADOS POR MEIO DO SITE “OLX”

olxUma nova modalidade de estelionato tem chamado a atenção da Polícia Civil, uma vez que tem sido aplicado em várias estados do país. Nesses crimes, o estelionatário clona o anúncio de um veículo, anteriormente publicado, em regra em sites de venda, a exemplo do “OLX”, mas com um valor inferior, inserindo seus dados para contato de eventuais interessados.

Nesse contexto, o interessado pelo preço atraente faz contato com o estelionatário que acaba agindo como um intermediário, entre aquele e o vendedor. O golpista afirma que os dois têm uma dívida (ou outra espécie de relação jurídica) com ele, orientando para não tratarem de valores quando forem ver o veículo, para não atrapalhar o negócio. Na prática, faz as vítimas acreditarem que é conhecido por todos os envolvidos na transação comercial.

Desse modo, o potencial comprador é encaminhado até onde o vendedor está, com a finalidade de ver o veículo e a compra ser “realizada”. O golpista – intermediador, informa ao comprador a conta bancária para o depósito, via de regra, mais de uma conta corrente. Por sua vez, ao vendedor, envia um comprovante de transferência bancária falsificado, fazendo com que, em alguns casos, o vendedor entregue o veículo e assine o recibo de transferência, tendo conhecimento do golpe somente ao constatar que o valor da operação bancária não foi compensado em sua conta corrente.

Em outros, casos, o golpe é descoberto após a realização de algumas transferências por parte do comprador, antes mesmo da entrega do veículo. Isso porque algumas pessoas estranham o fato de serem fornecidas várias contas, bem como em razão do intermediador nunca se fazer presente.

Os prejuízos suportados pelas vítimas são expressivos, a título de exemplo, em uma das ocorrências registradas em Machadinho foi de, aproximadamente, R$ 50 mil reais. As investigações estão sendo conduzidas em conjunto com outras delegacias do interior, tendo em vista que os golpes têm sido aplicados em diversos municípios do estado.

No entanto, a Polícia Civil entende que não apenas a repressão a essa modalidade criminosa é necessária, mas, notadamente, a prevenção com o fim de evitar os expressivos prejuízos experimentados pelas vítimas em todo o estado.

Diante do exposto, algumas dicas são importantes:

  • Jamais informe seus dados (fotos, documentos) por telefone ou aplicativos de conversação, sem a certeza da idoneidade da pessoa que está negociando;
  • Nunca entregue seu veículo ou assine qualquer documentação de transferência sem a certeza que o valor pago foi devidamente creditado em conta bancária;
  • Evite aceitar depósitos bancários por meio de envelope, caso contrário, apenas efetue qualquer ato de entrega, após a certificação do crédito dos valores na conta bancária;
  • Não negocie com intermediários sem referências. Trate diretamente com o proprietário, ou pessoa devidamente autorizada documentalmente;
  • Ao comprar, jamais deposite valores na conta de estranhos, sem a certeza que é a pessoa autorizada para a transferência veicular;
  • Sempre confirme o crédito das transações via TED, junto a sua instituição financeira antes da entrega do veículo;
  • Certifique-se sempre acerca da existência do veículo.
  • Não confie apenas em fotos repassadas via aplicativos.
  • Em caso de impossibilidade de verificar pessoalmente, peça que alguém de sua confiança para que certifique a existência do bem, além de verificar de que está negociando diretamente com o proprietário do veículo;
  • Não confie em “prints” de comprovantes de pagamentos encaminhados via aplicativos sem a devida conferência em sua conta bancária.

FONTE: DPC MACHADINHO

Comentarios

Todos os comentários são de responsabilidade dos seus idealizadores.